Ferramenta de IA ajuda a tratar câncer de próstata

IAMLCIO_549822883

Pesquisadores dos EUA desenvolveram nova ferramenta de IA para entender a progressão da doença.

De acordo com uma publicação da Scientific Reports, pesquisadores da Escola de Medicina Icahn, no Mount Sinai, em Nova York, e da Escola de Medicina Keck, na Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles, estão utilizando inteligência artificial para prever a progressão do câncer de próstata.

A proposta da equipe era utilizar aprendizado de máquina para melhorar o atendimento ao paciente, classificando quais casos tinham baixo ou alto risco de maneira eficaz.

Ferramenta de IA
O estudo foi realizado com sessenta e oito pacientes diagnosticados com câncer de próstata que se apresentaram em uma instituição entre março de 2013 a maio de 2016.

Para isso, foram utilizadas imagens de ressonância magnética, ultrassom transretal e biópsia de próstata guiada por fusão de imagens de ressonância magnética (RM) multiparamétrica.

O uso do aprendizado de máquina aliado a radiometria, utilizados pelos pesquisadores para grandes conjuntos de dados, resultaram em previsões mais precisas que os estudos anteriores.

Objetivo dos autores
“Combinando rigorosa e sistematicamente o aprendizado de máquina com a radiômica, nosso objetivo é fornecer aos radiologistas e ao pessoal clínico uma ferramenta sólida de previsão que pode eventualmente se traduzir em atendimento mais eficaz e personalizado”, afirma Gaurav Pandey, PhD, professor assistente de genética e ciências genômicas na Escola de Medicina Icahn.

“O caminho para a previsão da progressão do câncer de próstata com alta precisão está sempre melhorando, e acreditamos que nossa estrutura objetiva é um avanço muito necessário”, complementa Pandey, autor sênior do estudo.

Mais posts do blog

ver todos