Exames

DICOM e PACS: o que são e quais as diferenças?

Pinterest LinkedIn Tumblr

Entenda o que são e quais as diferenças de DICOM e PACS, duas das siglas mais conhecidas na área da Radiologia.

Profissionais de Radiologia utilizam muitos jargões em seu dia a dia de trabalho, e provavelmente, as mais conhecidas são DICOM e PACS. Explicamos o que cada uma dessas siglas significa, qual é sua aplicação e qual a diferença entre ambas.

O que é DICOM

DICOM significa “Digital Imaging and Communications in Medicine” em inglês, ou Comunicação de Imagens Digitais em Medicina, e trata-se de um padrão internacional para imagens médicas.

Serve para padronizar imagens de todos os tipos de exames como tomografias, ressonâncias, radiografias, mamografias, etc, e para que sejam armazenados em um formato único, permitindo a troca entre equipamentos de marcas distintas.

Ao contrário de outros formatos de arquivo de imagem, como JPEG ou TIFF, os arquivos nesse padrão não são reconhecidos por softwares de leitura de imagens comuns pelos sistemas operacionais.

Para visualizar este tipo de arquivo, é necessário usar um visualizador DICOM, que interpreta as informações do arquivo e o exibe como uma imagem.

O que é o PACS?

O PACS, Sistema de Arquivamento e Comunicação de Imagens (Picture Archiving and Communication System – PACS), é um sistema de gerenciamento e armazenamento de imagens médicas. Através dele é possível acessar todos os exames realizados.

Existem dois tipos de PACS, o primeiro depende de servidores locais e o segundo conta com armazenamento em nuvem. No modelo em nuvem, ainda possibilita o acesso aos exames a partir de qualquer lugar. Basta possuir conexão com a internet e um computador, tablet ou até mesmo um smartphone.

Com isso, tanto o trabalho do radiologista, quanto do centro de medicina diagnóstica são otimizados. A mobilidade, por sua vez, acaba por facilitar o trabalho do radiologista e, consequentemente, aumentar sua produtividade. Além de servir como apoio ao diagnóstico médico, é claro.

Relação e diferenças entre DICOM e PACS

Após a captura de imagem dos exames realizados, as mesmas são transmitidas de acordo com o protocolo DICOM, que unifica o formato dos arquivos.

Posteriormente, as imagens transmitidas no formato estabelecido pelo protocolo são compartilhadas e os dados e informações armazenadas em sistemas na nuvem ou no servidor das clínicas.

Dessa forma, trabalhando de maneira conjunta, o DICOM e o PACS permitem que os exames sejam transmitidos (em formato de imagem) e as informações sejam acessadas e compartilhadas pela Internet.

Com a utilização de sistemas PACS baseados na nuvem que oferecem visualizadores DICOM Online, os profissionais da Radiologia ganham em mobilidade, praticidade e agilidade no diagnóstico. Pois dessa forma, os radiologistas podem visualizar as imagens médicas em alta qualidade de qualquer lugar.

Ou seja, resumidamente, DICOM seria o formato e padrão de imagens médicas obtidas em equipamentos de exames de imagem e PACS é o software utilizado para visualizar, realizar edições de brilho, contraste, etc nestas imagens e, posteriormente, laudar, armazenar e compartilhar os exames em sua íntegra.

Com a grande capacidade de armazenamento do PACS, outros benefícios experimentados são a eliminação no extravio de exames, acesso completo ao histórico do paciente, aprimorando o diagnóstico e prognóstico do paciente e a redução de custos com impressão de exames.

Comentários