PACS, RIS, LIS, CIS e HIS: entenda a diferença das siglas e como funciona cada um dos sistemas

Hands of medical workers having discussion in the office

É comum que instituições de saúde utilizem cada vez mais sistemas e softwares que prometem auxiliar no fluxo de trabalho da equipe, mas você sabe a diferença entre PACS, RIS, LIS, CIS e HIS?

Atualmente as unidades de saúde modernas processam uma grande quantidade de dados. Para atender essa demanda, foram criadas soluções específicas pensando em cada uma das etapas da jornada do paciente e também nas especificidades de cada tipo de instituição.

À medida que seu negócio cresce e passa a atender novas etapas do diagnóstico e tratamento dos pacientes, gestores passam a ter contato com novos tipos de ferramentas.

Por isso, é importante entender para quê serve cada uma das soluções atuais e quais são as diferenças, a fim de contratar aquela que mais se encaixa com seus serviços.

PACS

Clínicas de radiologia e centros de imagem tendem a armazenar conjuntos significativamente grandes de arquivos de imagem na rotina de diagnóstico e tratamento de seus pacientes.

PACS significa Arquivo de Imagens e Sistema de Comunicação e serve para armazenar imagens médicas 2D padrão junto com imagens 3D.

Os profissionais de radiologia usam um PACS para armazenar todos os arquivos de imagem de diagnóstico. Com o PACS qualquer membro da equipe pode pesquisar rapidamente essas informações e, em seguida, recuperar as imagens quando precisarem.

Esse tipo de software pode se basear em servidores locais ou uma plataforma de computação em nuvem para ainda mais conveniência e facilidade de expansão, como o PACS da Medcloud.

O principal objetivo de um PACS é tornar mais fácil o gerenciamento de todas as imagens necessárias para monitorar o status de um paciente em tratamento e recuperação.

Utilizando um PACS de qualidade é possível enviar rapidamente a um médico assistente os arquivos de imagem vitais de seu paciente por meio da Internet. Além de outras instituições com as quais você trabalha rotineiramente, como fisioterapeutas e especialistas em reabilitação.

Se você não tiver um PACS, pode contar com uma equipe especializada e com armazenamento local, o que deve gastar mais tempo e investimento do que o necessário para recuperar arquivos e mantê-los organizados.

Os pacientes atualmente também preferem obter seus resultados o quanto antes, então, se sua clínica ainda faz entrega de resultados apenas impressos, acaba fazendo com que todos os envolvidos na jornada do paciente esperem por detalhes que seriam facilmente obtidos com o compartilhamento facilitado de um PACS em nuvem.

RIS

Um Sistema de Informação Radiológica, ou RIS, é uma solução de software que ajudará sua equipe a controlar melhor cada processo da clínica, desde o agendamento até o faturamento. O fluxo de trabalho é otimizado quando a unidade utiliza um software especializado projetado apenas para radiologia.

Com um RIS, você pode facilmente combinar o Prontuário de um paciente com imagens que foram tiradas hoje, juntamente com imagens mais antigas presente no histórico.

Os sistemas RIS robustos ainda incluem fortes medidas de segurança para impedir o acesso de pessoas não autorizadas, protegendo as informações do paciente.

Outro aspecto importante de um RIS é que tanto equipe interna quanto os próprios pacientes podem agendar consultas com muito mais rapidez e praticidade, comparada a velha alternativa de usar papel ou um aplicativo de registro de saúde eletrônico genérico.

Um benefício presente no RIS muito importante para as instituições de saúde é a confirmação de agendamentos. Isso afeta não apenas a recuperação contínua do paciente, mas também seus resultados financeiros, uma vez que reduz a taxa de não comparecimento e permite encaixar novos pacientes na agenda.

Levando em consideração as constantes mudanças econômicas, o volume crescente de informações e a pressão do mercado por decisões efetivamente rentáveis, o Business Analytics, presente no RIS Medcloud, é fundamental para auxiliar os gestores a visualizar cenários complexos e auxiliar na tomada de decisão de todas as etapas da administração hospitalar.

Com ele, pequenos erros que podem passar despercebidos na rotina da instituição, mas que acabam impactando no faturamento, são esclarecidos. Também é possível falhas em seus processos de auditoria, definir ações para resolver os problemas e minimizar seus impactos.

A coleta, o armazenamento e a manutenção das informações são feitos de forma segura, garantindo a integridade e a proteção dos dados do hospital e seus pacientes. Além disso, são coletadas apenas informações para o desenvolvimento das atividades da empresa.

LIS

O sistema LIS (Laboratory Information System) é um tipo de software pensado para gerenciar dados e informações em laboratórios de análises clínicas.

Da mesma forma que o RIS auxilia no gerenciamento das solicitações e agendamentos de exames para centros de imagem, no LIS é possível organizar pedidos de exames, resultados, e demandas financeiras de laboratórios.

Por isso, os sistemas LIS oferecem as mesmas vantagens de um sistema RIS, no contexto de exames de laboratório, como armazenamento de dados sensíveis de pacientes, compartilhamento de resultados, além da gestão administrativa da empresa.

CIS

CIS é a sigla para Clinical Information System (Sistema de Informação Clínica em português). Ele integra os sistemas de informação e gerenciamento de clínicas médicas.

O CIS é responsável por reunir informações como datas de consultas e procedimentos, progresso nos tratamentos, necessidades de novos exames e outros dados que possibilitam uma maior acessibilidade à equipe da unidade de saúde.

Ou seja, o sistema auxilia na tomada de decisões clínicas, uma vez que acompanha a jornada do paciente em uma clínica, desde o planejamento de tratamentos de um paciente, até a recuperação de dados clínicos.

HIS

O termo HIS significa “Hospital Information System”, ou seja, é um sistema de informações hospitalares que serve para cadastro dos pacientes, procedimentos realizados e levantamento de custos gerados.

Assim como o RIS, o HIS é um sistema de gestão com módulos de agendamento e financeiro voltados para as necessidades administrativas de hospitais.

No HIS é possível acessar informações sobre o histórico de saúde do paciente através de acessos restritos. Assim, os profissionais do hospital podem registrar e consultar todo o atendimento de cada paciente que fez admissão.

Dentre as informações contidas no histórico médico estão o prontuário eletrônico, histórico de admissões, exames de imagem e laudos que irão auxiliar no diagnóstico e tratamento, além de dados pessoais e financeiros.

Resumidamente, podemos afirmar que o HIS integra todos os sistemas e informações de um hospital, centralizando os sistemas PACS, RIS, LIS e CIS da instituição.

Novidades no seu e-mail

Fields marked with an * are required

Mais posts do blog

ver todos