Radiologia veterinária: entenda como funciona

radiologia-veterinaria-medcloud

Que a radiologia oferece inúmeros benefícios às pessoas, disso todo mundo já sabe. Mas você sabia que ela também pode ser uma grande aliada à saúde dos animais? Isso mesmo, através da radiologia veterinária.

E não são apenas os animais de pequeno porte, como gatos, cachorros, etc, que podem ser submetidos ao uso da radiologia. Em animais de pequeno porte essa ferramenta também é bastante utilizada, tais como tigres, leopardos, cavalos, entre outros.

Afinal de contas, o que é a Radiologia Veterinária?
Basicamente, a radiologia veterinária auxilia no processo de diagnóstico, acompanhamento e tratamento de doenças em animais. Quando um animal de estimação está doente, por exemplo, nem sempre é fácil detectar o que causou essa doença.

Isso porque estamos falando de um paciente que não consegue dizer o que está sentindo, ou seja, cabe ao médico veterinário investigar até chegar à causa do problema. E é aí que entra a radiologia veterinária, como uma ferramenta auxiliar bastante importante dentro desse processo.

Quando o animal passa por um exame de radiologia, logo é possível saber que área do seu corpo está sendo afetada, bem como qual a extensão da doença. Em casos de necessidade cirúrgica, por exemplo, a precisão dos exames por imagem acaba sendo um ponto crucial.

Além disso, um diagnóstico feito por meio de imagens permite ao médico veterinário analisar a situação do animal como um todo. Juntando isso ao relato do tutor, e também e à sua sensibilidade como profissional, a escolha do procedimento a ser adotado se torna mais fácil.

Como são realizados os exames de diagnóstico por imagem na Radiologia Veterinária?
Assim como acontece na radiologia convencional, os exames são realizados com equipamentos de Tomografia Computadorizada, Raio-x, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, além dos equipamentos de Medicina Nuclear.

A escolha do método a ser utilizado se dá em decorrência da suspeita a ser diagnosticada no animal, bem como a facilidade de execução do exame. Os equipamentos de Raio-x, por exemplo, por serem fixos, móveis e portáteis, facilitam a realização de exames tanto em animais de pequeno quanto de grande porte.

Medicina Nuclear na Radiologia Veterinária
Além de fornecer um diagnóstico, a medicina nuclear ainda pode oferecer aos médicos veterinários a possibilidade de um tratamento para os animais. No que diz respeito ao diagnóstico, através da medicina nuclear é possível visualizar a fisiologia e a anatomia dos animais. Da mesma forma como a medicina nuclear funciona em humanos.

Alguns dos exames de medicina nuclear em animais:

– Cintilografia óssea
– Cintilografia de Perfusão Cardíaca
– Cintilografia Renal
– Cintilografia Pulmonar
Um exemplo de aplicação da medicina nuclear veterinária é o tratamento do hipertireoidismo em gatos. Uma doença bastante comum nesses animais. Grande parte dos médicos veterinários ministram tratamentos com iodoterapia, utilizando o Iodo 31.

Radioterapia Veterinária
Animais pequenos com mais de 10 anos possuem uma tendência bastante grande ao desenvolvimento de diversos tipos de câncer. Sendo a doença a maior causa de morte desses mesmos animais.

Sendo assim, a radioterapia veterinária se mostra como uma solução muito eficaz no tratamento desses animais. Antes de dar início ao tratamento, o animal passa por uma avaliação do se estado físico. E só então o planejamento radioterápico é realizado.

No planejamento radioterápico são utilizados exames de diagnóstico por imagem, como ressonância magnética, raios-x e tomografia. Tudo para que o médico veterinário consiga localizar e saber o tamanho do tumor. Da mesma forma como acontece com os humanos.

Quando um caso de câncer é diagnosticado logo no início, as chances de que a radioterapia veterinária consiga erradicar a doença são bastante altas. Com isso, o animal volta a ter saúde e qualidade de vida.

Conectividade para a vida

Mais posts do blog

ver todos