Nova técnica de TC pode reduzir a exposição à radiação

DJB-277B

Estudo recente publicado na Physical Review sugere nova técnica de tomografia computadorizada para reduzir a exposição de pacientes à radiação.

Um novo estudo mostra que a divisão de um feixe de raios C completo em feixes mais estreitos pode reduzir a dose de radiação durante uma varredura de TC (tomografia computadorizada).

Desenvolvido por pesquisadores da University College London (UCL, Reino Unido), o novo método, denominadotomografia computadorizada cicloidal, envolve a sondagem da amostra com um conjunto de pequenos feixes moldados por uma máscara e a aplicação de um esquema de aquisição cicloidal, pelo qual a amostra é girada e transladada simultaneamente.

Se as aberturas da máscara forem menores do que o desfoque combinado da fonte de raios X e do detector, e não houver sobreposição significativa entre os feixes, as frequências espaciais mais altas facilitarão a reconstrução eficiente em imagens tomográficas de alta resolução.

Os pesquisadores então compararam o novo método aos métodos tradicionais de tomografia computadorizada, em que o item gira quando um feixe completo é direcionado a ele.

Eles descobriram que o método de TC cicloidal fornece doses mais baixas de radiação, mas produziu a mesma qualidade de imagem. Além disso, um estudo preliminar da relação sinal-ruído (SNR) versus a dose administrada revelou um potencial significativo de economia de dose.

O estudo foi publicado em 23 de julho de 2020, na Physical Review.

“Este novo método resolve dois problemas. Pode ser usado para reduzir a dose, mas se implantado na mesma dose pode aumentar a resolução da imagem. Isso significa que a nitidez da imagem pode ser facilmente ajustada usando máscaras com aberturas de tamanhos diferentes, permitindo maior flexibilidade e liberando a resolução das restrições do hardware do scanner ”, disse o autor sênior, Professor Sandro Olivo, PhD.

“O novo método pode ser adaptado para scanners médicos para reduzir a quantidade de radiação entre milhões de pessoas que fazem tomografias computadorizadas a cada ano”.

Novidades no seu e-mail

Fields marked with an * are required

Mais posts do blog

ver todos