Médicos solicitantes querem relatórios estruturados, enquanto os radiologistas preferem uma abordagem de forma livre, diz pesquisa

Radiology (1)

Médicos solicitantes anseiam por relatórios de imagem estruturados, enquanto os radiologistas adotam uma abordagem mais livre, é o que afirmam novos resultados de uma nova pesquisa norte-americana.

Segundo pesquisa, a maioria dos residentes de radiologia também prefere um método mais sistematizado de compartilhar seus achados, sinalizando uma possível mudança nas tendências de relatórios futuros.

As descobertas fazem parte de uma pesquisa online com cerca de 400 provedores da Beaumont Health do Michigan, EUA, publicada na Current Problems in Diagnostic Radiology.

“Embora muitos departamentos acadêmicos tenham começado a adotar relatórios estruturados, ainda existe resistência entre os radiologistas”, afirmam Dr. Ryan Kelsch, residente em radiologia diagnóstica do sistema de saúde de oito hospitais e seus colegas.

Resultados

Para sua análise, Kelsch e equipe questionaram 5.280 médicos, radiologistas e médicos em treinamento sobre suas preferências.

O questionário apresentou três métodos diferentes de registro dos resultados de imagens de tomografia computadorizada do abdome e da pelve – prosa livre, relato narrativo; um meio termo com estrutura minimizada; e uma terceira versão mais abrangente.

Ao todo, 395 provedores responderam à pesquisa para uma taxa de resposta de 7,5%. Entre todos os médicos, a versão mais detalhada venceu com 47%, enquanto a maior parte dos radiologistas preferiu a opção de forma livre com 41%.
Os não radiologistas, por outro lado, preferiam um estilo de relatório de estrutura expandida (51%), mas a medicina de emergência desejava a opção de nível intermediário (também 51%).

E cerca de 54% dos atendimentos de radiologia ansiavam pela abordagem de forma livre, em comparação com 82% dos residentes de radiologia, provavelmente por causa de sua maior vontade de abraçar novas abordagens de relatórios, observam os autores.

As razões para a hesitação dos rads mais velhos, a pesquisa descobriu, incluíam preocupações sobre a redução da eficiência do trabalho ou, inadvertidamente, incluindo “declarações de relatório padrão normal nos casos em que deveriam ser excluídos”.

“Isso pode ser superado pela construção cuidadosa de um modelo para evitar a inclusão de descobertas altamente variáveis”, aconselha a equipe de pesquisa.

Novidades no seu e-mail

Fields marked with an * are required

Mais posts do blog

ver todos