Dilema na radiologia: Impressão X Digital

impressao-x-digital-medcloud

A radiologia é uma prática muito antiga dentro de hospitais e clínicas. Afinal, é através dela que o diagnóstico de vários casos pode ser realizado.

No entanto, assim como em diversas áreas do cotidiano, a tecnologia também vem demonstrando seu impacto na medicina. E a radiologia não poderia ficar fora desses avanços. A chamada radiologia digital possui muitas vantagens em relação à radiologia convencional. Eis algumas dessas vantagens:

– Maior definição nos exames, o que acontece devido à maior diferenciação de densidade, contraste e nitidez que possuem;
– Exames ficam prontos instantaneamente;
– Tanto pacientes quanto radiologistas ficam menos expostos a agentes prejudiciais à saúde;
E existem ainda muito outros fatores que diferenciam a radiologia digital da convencional, os quais serão tratados ao longo deste artigo.

Um pouco mais sobre a radiologia convencional
O exame de raio-x, um dos mais comuns dentro da área de medicina diagnóstica, segue o mesmo procedimento já há vários anos. Através do equipamento de raio-x o corpo do paciente recebe níveis (controlados pelo radiologista) de radiação.

Essa radiação é absorvida pelos tecidos do corpo de maneiras diferentes, o que faz com que os raios x atinjam o filme radiográfico com diferentes intensidades. O filme radiográfico, por sua vez, queima ao receber a radiação de acordo com o nível em que ela é emitida.

Feito isso, o filme precisa ser revelado para para ser analisado pelo médico especialista. Durante esse processo de revelação do filme são geradas imagens em tons de cinza e branco.

– Tons cinzas: estruturas pouco densas, onde a maioria dos raios x conseguiu atravessar e queimar o filme.
– Tons brancos: materiais densos que absorveram toda a radiação e impediram que o filme queimasse.

Qual a periculosidade deste procedimento?
Aplicar radiação diretamente no corpo não pode ser considerado um ato saudável. Contudo, os radiologistas seguem um protocolo bastante rigoroso, o qual indica que o paciente deve ser submetido à menor quantidade possível de radiação durante o exame.

Por outro lado, caso a quantidade de radiação seja muito baixa, a qualidade do exame pode ser comprometida. Caso isso aconteça, o paciente precisará ser submetido a um novo exame, se expondo mais uma vez à radiação.

Armazenamento
Levando em consideração o volume de exames realizados diariamente em clínicas e hospitais, já é possível imaginar o espaço que todo esse material impresso acaba ocupando. Esta é, inclusive, uma das maiores desvantagens da radiologia digital: a impressão de papel radiográfico.

Além da questão do espaço para armazenamento, existe outro aspecto bastante importante em relação ao papel radiográfico: a sustentabilidade. Ou melhor, a falta dela. Entenda um pouco mais sobre esse assunto clicando aqui.

Por fim, até aqui já é possível entender ao menos um pouco sobre como a radiologia convencional funciona. Bem como quais são as suas desvantagens.

Um pouco mais sobre a radiologia digital
No que diz respeito ao exame de raio-x, a radiologia digital faz uso dos mesmos procedimentos da convencional. Submetendo o paciente à emissão de radiação. No entanto, a grande diferença está no papel radiográfico: a radiologia digital não precisa utilizá-los para obter o resultado do exame realizado.

Ao invés de passarem por todo o processo de impressão para só depois serem enviados para o médico especialista, os exames são enviados diretamente para um computador. Lá podem ser analisados diretamente pelo médico, editados, armazenados ou impressos.

Ou seja, não existe a obrigatoriedade de impressão. Fica a encargo do médico imprimir o exame ou apenas deixá-lo armazenado na nuvem.

E como o exame é entregue para o paciente?
É simples. Além de estar armazenado em nuvem, através da solução oferecida pela Medcloud o paciente também pode ter acesso ao seu exame através do Portal do Paciente. Para entender um pouco mais sobre o funcionamento deste portal, clique aqui.

Vantagens da radiologia digital
As primeiras vantagens da radiologia digital já foram citadas no começo deste artigo. A maior qualidade de definição nos exames digitais. Com maior nitidez, contraste e diferenciação de densidade. E por que isso é importante?

Porque ajuda a detalhar muito mais o exame, proporcionando ao médico a possibilidade de diagnosticar problemas que não eram visíveis no exame de radiologia convencional.

Além disso, com a facilidade da radiologia digital é possível que o médico realize alterações na imagem digitalizada. Trata-se de uma grande vantagem no sentido de identificar lesões e outros sintomas. Tudo com o objetivo de conseguir um melhor resultado.

Instantaneidade
Quanto mais rápido ficam prontos os exames de imagem, mais rápido eles podem ser laudados através de serviços de Telerradiologia, e com maior agilidade é feito o processo de diagnóstico e início do tratamento por parte do médico especialista. Ou seja, todos saem ganhando.

Além de oferecer um serviço melhor e mais ágil ao paciente, com a radiologia digital também é possível aumentar a produtividade no setor radiológico de clínicas e hospitais. Maior produtividade é sinônimo de aumento nos lucros.

Isso sem mencionar o aspecto sustentável que a radiologia digital também representa. Afinal, quando se fala em um sistema de armazenamento de exames de imagem em nuvem, logo a impressão se torna um fator descartável.

Conectividade para a vida

Mais posts do blog

ver todos