Fevereiro Roxo: campanha para diagnóstico precoce de doenças

Destaque-Fevereiro-Roxo

Criado em Uberlândia, Minas Gerais, o Fevereiro Roxo tem como objetivo a conscientização do diagnóstico precoce do Alzheimer, Lúpus e Fibromialgia.

Assim como outros meses são associados a campanhas de prevenção de determinadas doenças, como Outubro Rosa e Novembro Azul, em 2014 surgiu o Fevereiro Roxo.

Embora essas três doenças sejam diferentes entre si, elas possuem um fator em comum: são incuráveis. E esse é justamente o motivo da conscientização do diagnóstico precoce para tratamento eficaz.

O objetivo é permitir que os pacientes tenham uma maior qualidade de vida mesmo convivendo com alguma dessas condições. Além disso, todas as três doenças apresentam sintomas iniciais que são relativamente inofensivos.

Entenda um pouco mais sobre essas doenças:

Alzheimer
A doença neurodegenerativa tem como primeiros sintomas a falta de coerência na fala e a perda de memória recente. Ela provoca declínio das funções cognitivas e afeta as capacidades social e de trabalho.

Na doença de Alzheimer, as células cerebrais degeneram e morrem, causando um declínio constante na memória e na função mental. Apesar de muito associada a velhice, a doença pode se manifestar de forma prematura.

Atualmente, a doença só é diagnosticada quando aparecem os sintomas, porém pesquisas para diagnóstico precoce estão em desenvolvimento.

Por isso, familiares devem ficar atentos problemas de fala, perdas de memória, confusão com os dias da semana ou perda de localização em locais conhecidos.

Lúpus
Lúpus é uma doença inflamatória de origem autoimune que pode afetar múltiplos órgãos e tecidos, tais como pele, articulações, rins, cérebro e outros órgãos. Causa sintomas como fadiga, febre e dor nas articulações.

Às vezes, o indivíduo fica anos sem nenhum sintoma da doença e, de repente, volta a sofrer com dores e outras complicações. Até por isso é tão crucial seguir o tratamento e as orientações dos especialistas.

Alguns dos sintomas são: dores nas articulações, queda de cabelo, manchas avermelhadas no rosto, feridas na boca e dores para respirar.

Fibromialgia
A síndrome da Fibromialgia atinge principalmente mulheres e causa dores no corpo, sensibilidade nas articulações, músculos e tendões. Além da dor, podem aparecer fadiga, dores de cabeça ou depressão e ansiedade.

Isso acontece devido uma alteração da interpretação dos estímulos recebidos pelo cérebro e também pelos receptores cutâneos.

Os sintomas mais comuns são dores generalizadas que demoram muito tempo para desaparecer, cansaço no decorrer do dia, problemas de sono e cognição, dores de cabeça e formigamento nas mãos e pés.

Mais posts do blog

ver todos