Por que a Epic se opôs ao compartilhamento facilitado de dados médicos?

images

A interoperabilidade de dados médicos traz benefícios para toda a cadeia de saúde, entenda porque a Epic é contra o acesso facilitado a essas informações.

De acordo com reportagem da CNBC, a Epic Systems, uma das maiores empresas de registros médicos do mundo, está se opondo à proposta de regulamentação projetada para facilitar o compartilhamento de informações médicas nos EUA.

A CEO da Epic, Judy Faulkner, enviou um e-mail aos principais executivos de alguns dos maiores hospitais dos EUA na quarta-feira, pedindo-lhes que assinassem uma carta de desaprovação a medida.

Sobre a regulamentação

A proposta do Departamento de Saúde e Serviços Humanos no governo dos Estados Unidos foi pensada para facilitar o compartilhamento de informações médicas entre diferentes instituições de saúde.

As regras que estão sendo combatidas pela Epic visam tornar mais fácil para que pacientes acessem suas informações de saúde sem nenhum custo e torna mais difícil para as empresas bloquearem o acesso a essas informações.

A Epic afirma estar protegendo os pacientes. Para Faulkner, as novas regras dão brecha para que aplicativos e empresas tenham acesso a dados de pacientes sem seu consentimento.

Segundo a empresa, atualmente já é possível que os dados de seus registros eletrônicos sejam integrados com diversos produtos e aplicativos de terceiros.

O que é melhor para o paciente?

A interoperabilidade de dados de saúde tem sido um grande desafio a ser vencido há anos. Inclusive, é comprovado por diversos estudos que a falta de integração entre as informações de um mesmo paciente tem impacto negativo.

Grupos de pacientes norte-americanos já criticaram fornecedores de dados médicos, como a própria Epic, por falta de apoio a interoperabilidade, e foram apoiados pelo próprio Departamento de Saúde e Serviços Humanos.

“Queremos que o público tenha direito computacional de acesso às informações de saúde para poder ter controle sobre os aplicativos de sua escolha”, afirmam.

O posicionamento da Epic, de certa forma, vai contra o empoderamento do paciente.

A integração completa entre todas as informações médicas é de grande benefício para o paciente, para os profissionais e instituições de saúde. A jornada do paciente é otimizada, o diagnóstico e tratamento mais precisos, além de otimização de rotina e custos.

Mas, quanto mais barreiras e mais silos, mais segmentados os dados permanecem, maiores os desafios.

A Medcloud acredita que o empoderamento do paciente é fundamental não somente para a qualidade no diagnóstico, mas também para incentivar o desenvolvimento de toda a área da saúde.

Todos os pacientes devem ter o direito de acessar informações sobre a própria saúde sempre que precisarem. Para isso, facilitamos o acesso ao histórico completo de exames através do aplicativo e do portal de resultados.

Mais autonomia para o paciente resulta em maior independência e liberdade para fazer suas próprias escolhas sobre sua saúde

Novidades no seu e-mail

Fields marked with an * are required

Mais posts do blog

ver todos