Como Departamentos de Radiologia podem se proteger do Coronavírus

image

Os profissionais da área da radiologia estão entre os profissionais de saúde de primeira linha que podem estar expostos ao COVID-19, por isso devem seguir orientações para conter os riscos de contaminação.

O novo coronavírus é altamente contagioso e é transmitido principalmente através de gotículas respiratórias, mas há incerteza sobre se o vírus pode ser transmitido tocando uma superfície ou um item que está contaminado. Um entendimento completo das rotas de transmissão do vírus é essencial para a segurança dos pacientes e dos profissionais de saúde.

De acordo com artigo publicado no Journal of the American College of Radiology, com base na experiência com SARS, aqui vão algumas dicas de procedimentos que Departamentos de Imagem devem seguir para evitar a transmissão do vírus:

Uso de máscara respiratória:

Se um paciente precisar ser transportado para o departamento de radiologia, ele deverá usar uma máscara cirúrgica durante o transporte. As diretrizes recomendam o uso uma máscara N95 testada para ajuste ou superior ou uma máscara cirúrgica se uma máscara N95 não estiver disponível.

Além disso, as instruções de precaução contra gotículas recomendam equipamento de proteção individual adequado. Em um estudo com 254 membros da equipe médica que foram expostos ao COVID-19, o risco de transmissão do vírus foi significativamente reduzido usando precauções de contato.

Limpeza de equipamento:

Os pórticos das máquinas de tomografia e ressonância magnética, sondas não invasivas de ultrassom, manguitos de pressão arterial e ratos e teclados da estação de visualização de imagens precisam ser desinfetados após cada contato com pacientes suspeitos.

Essas superfícies precisam ser lavadas com água e sabão ou descontaminadas com um desinfetante de nível baixo ou intermediário, como solução de detergente germicida iodófora, álcool etílico, ou álcool isopropílico.

Os departamentos de radiologia devem entrar em contato com os fornecedores de equipamentos para encontrar o desinfetante mais seguro para cada peça de equipamento em uso.

Higienização correta das mãos:

O recomendado por infectologistas é lavar as mãos corretamente com água e sabão a cada três horas. Para profissionais de saúde que tenham contato com pacientes suspeitos ou em locais de aglomeração, a recomendação é a higienização imediata.

O uso do álcool em gel 70% também é uma alternativa de higienização.

Se adequadamente preparados, os funcionários do departamento de radiologia podem tomar medidas maiores para gerenciar o impacto do surto de COVID-19 nas instalações e no pessoal. A implementação de um plano robusto pode fornecer proteção contra uma maior transmissão do vírus a pacientes e funcionários.

Novidades no seu e-mail

Fields marked with an * are required

Mais posts do blog

ver todos